domingo, 27 de setembro de 2009

20 de novembro - Dia da Consciência Negra


Construindo o "Dia da Consciência Negra"

O 20 de novembro trata da data do assassinato de Zumbi, em 1665, o mais importante líder dos quilombos de Palmares, que representou a maior e mais importante comunidade de escravos fugidos nas Américas, com uma população estimada de mais 30 mil.

Em várias sociedades escravistas nas Américas existiram fugas de escravos e formação de comunidades como os quilombos. Na Venezuela, foram chamados de cumbes, na Colômbia de palanques e de marrons nos EUA e Caribe. Palmares durou cerca de 140 anos: as primeiras evidências de Palmares são de 1585 e há informações de escravos fugidos na Serra da Barriga até 1740, ou seja bem depois do assassinato de Zumbi. Embora tenham existido tentativas de tratados de paz os acordos fracassaram e prevaleceu o furor destruidor do poder colonial contra Palmares.

Há 32 anos, o poeta gaúcho Oliveira Silveira sugeria ao seu grupo que o 20 de novembro fosse comemorado como o "Dia Nacional da Consciência Negra", pois era mais significativo para a comunidade negra brasileira do que o 13 de maio. "Treze de maio traição, liberdade sem asas e fome sem pão", assim definia Silveira o "Dia da Abolição da Escravatura" em um de seus poemas. Em 1971 o 20 de novembro foi celebrado pela primeira vez. A idéia se espalhou por outros movimentos sociais de luta contra a discriminação racial e, no final dos anos 1970, já aparecia como proposta nacional do Movimento Negro Unificado.

A diversidade de formas de celebração do 20 de novembro permite ter uma dimensão de como essa data tem propiciado congregar os mais diferentes grupos sociais. "Os adeptos das diferentes religiões manifestam-se segundo a leitura de sua cultura, para dali tirar elementos de rejeição à situação em que se encontra grande parte da população afro-descendente”.

Os acadêmicos e os militantes celebram através dos instrumentos clássicos de divulgação de idéias: simpósios, palestras, congressos e encontros; ou ainda a partir de feiras de artesanatos, livros, ou outras modalidades de expressão cultural.

Grande parte da população envolvida celebra com samba, churrasco e muita cerveja", conta o historiador Andrelino Campos, da Faculdade de Formação de Professores, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

"É importante que se conquiste o "Dia Nacional da Consciência Negra" como o dia nacional de todos os brasileiros e brasileiras que lutam por uma sociedade de fato democrática, igualitária, unindo toda a classe trabalhadora num projeto de nação que contemple a diversidade engendrada no nosso processo histórico".

Para o historiador Flávio Gomes, do Departamento de História da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a escolha do 20 de novembro foi muito mais do que uma simples oposição ao 13 de maio: "os movimentos sociais escolheram essa data para mostrar o quanto o país está marcado por diferenças e discriminações raciais. Foi também uma luta pela visibilidade do problema. Isso não é pouca coisa, pois o tema do racismo sempre foi negado, dentro e fora do Brasil. Como se não existisse".

O projeto neoliberal implantado em nosso país acirra as desigualdades, afetando, ainda mais, as parcelas menos favorecidas da população brasileira. Em pesquisa realizada pelo DIEESE (1998) são apresentadas informações que comprovam a discriminação à população negra, tomando por base as regiões metropolitanas.

Taxas de Desemprego por Sexo e segundo a Raça



Os dados apresentados demonstram que as taxas de desemprego entre homens e mulheres, negros (as) e não negros (as) ainda registram valores muito elevados. Se compararmos a diferença das taxas entre homens negros e não negros, com mulheres negras e não negras, a maior diferença estará em relação às mulheres negras, já que estas apresentam, em todas as regiões, as maiores taxas de desemprego.

No entanto, este debate não se encerra na mera inserção no mercado de trabalho. Deve ser acompanhado pelos números que registram a taxa de analfabetismo, o número de anos de permanência na escola e a média de rendimentos salariais.

Na Síntese dos Indicadores Sociais - IBGE (2000) é apontado que, em 1999, a taxa de analfabetismo entre pretos e pardos é de 20%, enquanto entre os brancos cai para 8,3%. Quando demonstram o número de anos de permanência na escola, as estatísticas não são diferentes: os pretos passam 4,5 anos, os pardos 4,6 anos e os brancos 6,7 anos. Isto demonstra que os pretos e pardos saem mais cedo da escola, o que irá refletir, diretamente na população jovem, quanto ao acesso ao nível superior e ao mercado de trabalho.

Quando empregados(as), os níveis salariais também servem para denunciar a discriminação econômica e de gênero. Conforme Sueli Carneiro e Thereza Santos, na obra " Mulher Negra", 83,1% das mulheres negras trabalham na agricultura e na prestação de serviços (principalmente como empregadas domésticas); 60% não têm registro em carteira. Quanto à média salarial, os homens brancos recebem 6,3% salários mínimos (s.m), os negros 2,9 s.m, as mulheres brancas 3,6 s.m e a s mulheres negras 1,7 s.m. Tais dados tornam-se ainda mais gritantes quando se estima que o número de mulheres chefes de família no país varia entre 20% e 25%. As condições de trabalho e salários destas mulheres refletiram diretamente no grau de pobreza dessas famílias.

O projeto do Dia Estadual da consciência negra a ser comemorado em cada dia 20 de novembro originou a Lei de n.º 12056 de 12 de janeiro de 1993, onde estabelece que o Governo e a Assembléia Legislativa promoverão atividades alusivas a esta data. Ficou instituído também que as comemorações nas escolas públicas estarão relacionadas a dedicação das atividades curriculares para abordagem de temas relativos a participação do negro na história do Brasil.

(...) A todos aqueles que lutam, alguns chegando a dar a própria vida, em nome da liberdade, da democracia e do respeito às diferenças (dos povos indígenas à Zumbi dos Palmares; dos negros(as), escravo(as) a Joaquim Nabuco, de Chica da Silva aos poetas Cruz e Souza, Lima Barreto; de Castro Alves à Jorge Amado; do Mestre Aleijadinho ao Geógrafo Milton Santos; de Chiquinha Gonzaga aos guerrilheiros e guerrilheiras do Araguaia): nesta data, símbolo da resistência, o CAIC Jorge Amado saúda a todos que lutam e lutaram na construção de um mundo justo e igualitário.

Para a socióloga Antonia Garcia, doutoranda do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro, é importante que se conquiste o "Dia Nacional da Consciência Negra" "como o dia nacional de todos os brasileiros e brasileiras que lutam por uma sociedade de fato democrática, igualitária, unindo toda a classe trabalhadora num projeto de nação que contemple a diversidade engendrada no nosso processo histórico".

Referências bibliográficas:

ACDS – Associação Cultural e Desportiva Samburá

DIEESEReportagem da revista Com Ciência, editada pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, SBPC





Quem foi Zumbi dos Palmares?

Zumbi nasceu livre, em Palmares, provavelmente em 1655, e, segundo historiadores, seria descendente do povo imbamgala ou jaga, de Angola.


O Quilombo dos Palmares foi fundado no ano de 1597, por cerca de 40 escravos foragidos de um engenho situado em terras pernambucanas. Em pouco tempo, a organização dos fundadores fez com que o quilombo se tornasse uma verdadeira cidade. Os negros que escapavam da lida e dos ferros não pensavam duas vezes: o destino era o tal quilombo cheio de palmeiras.


Com a chegada de mais e mais pessoas, inclusive índios e brancos foragidos, formaram-se os mocambos, que funcionavam como vilas. O mocambo do macaco, localizado na Serra da Barriga, era a sede administrativa do povo quilombola. Um negro chamado Ganga Zumba foi o primeiro rei do Quilombo dos Palmares.


Alguns anos após a sua fundação, o Quilombo dos Palmares foi invadido por uma expedição bandeirante. Muitos habitantes, inclusive crianças, foram degolados. Um recém-nascido foi levado pelos invasores e entregue como presente a Antônio Melo, um padre da vila de Recife, de Porto Calvo (hoje, em Alagoas), que o batizou de Francisco e e o alfabetizou, ensinando-lhe português e latim. Aos dez anos tornou-o seu coroinha. A população local não aprovava a atitude do pároco, que criava Francisco como filho, e não como servo.

Apesar do carinho que sentia pelo seu pai adotivo, Francisco não se conformava em ser tratado de forma diferente por causa de sua cor. E sofria muito vendo seus irmãos de raça sendo humilhados e mortos nos engenhos e praças públicas. Por isso, com 15 anos, Francisco foge, e retorna a Palmares.

Após caminhar cerca de 132 quilômetros, o garoto chegou à Serra da Barriga. Como era de costume nos quilombos, recebeu uma família e um novo nome. Agora, Francisco era Zumbi. O nome de Zumbi apareceu pela primeira vez em 1673, em relatos portugueses sobre a expedição chefiada por Jácome Bezerra, que foi desbaratada pelos quilombolas. Com os conhecimentos repassados pelo padre, Zumbi logo superou seus irmãos em inteligência e coragem. Aos 17 anos tornou-se general de armas do quilombo, uma espécie de ministro de guerra nos dias de hoje.


Aos 20 anos, Zumbi destacou-se na luta contra os militares comandados pelo português Manuel Lopes. Nesses combates, chegou a ser ferido com um tiro na perna.Em 1678, o governador de Pernambuco, Pedro de Almeida, propõe a Palmares anistia e liberdade a todos os quilombolas. Segundo o historiador Edison Carneiro, autor do livro "O Quilombo dos Palmares", ao longo dos quase 100 anos de resistência dos palmarinos, foram inúmeras as ofertas como essa.
Quem foi Ganga Zumba?




Ganga Zumba, ou Grande Senhor, foi o primeiro líder do Quilombo dos Palmares, governando entre 1670 e 1678. Foi o antecessor de seu sobrinho Zumbi. Sobre sua vida foi feito um filme homônimo, dirigido por Cacá Diegues e que contou com a participação do músico Cartola.
História - Ganga Zumba foi o primeiro líder do Quilombo dos Palmares, ou Janga Angolana, no atual estado de Alagoas, Brasil. Zumba era um escravo que escapou do cativeiro nos canaviais e assumiu uma posição como herdeiro do reino de Palmares e o título de Ganga Zumba. Apesar de alguns documentos portugueses lhe darem este nome e o traduzirem como "Grande Senhor", ele provavelmente não está correto. Entretanto, uma carta endereçada a ele pelo governador de Pernambuco em 1678, que se encontra hoje nos Arquivos da Universidade de Coimbra, chama-o de Ganazumba, que é a melhor tradução de Grande Lorde (emKimbundu), e portanto o seu nome correto.


Os quilombos ou mocambos eram refúgios de escravos foragidos, principalmente de origem angolana (Angola), que se refugiavam no interior do Brasil, principalmente na região montanhosa de Pernambuco. À medida que seu número foi crescendo, eles formaram assentamentos chamados de "mocambos". Gradualmente diversos mocambos se juntaram no chamado Quilombo dos Palmares, ou Janga Angolana, sobre o comando do Rei Ganga Zumba ou Ganazumba, que talvez tenha sido eleito pelos lideres dos mocambos que formavam Palmares.

Ganga Zumba, que governava a maior das vilas, Cerro dos Macacos, presidia o conselho de chefes dos mocambos e era considerado o Rei de Palmares. Os outros 9 assentamentos eram comandados por irmãos, filhos ou sobrinhos de Gunga Zumba.

Zumbi era chefe de uma das comunidades e seu irmão Andalaquituche comandava outra. Por volta dos anos de 1670, Ganga Zumba tinha um palácio, três esposas, guardas, ministros e súditos devotos no "castelo" real chamado "Macaco", em homenagem ao animal que havia sido morto no local.

O complexo do castelo era formado por 1.500 casas que abrigavam sua família, guardas e oficiais que faziam parte de nobreza. Ele recebia o respeito de um Monarca e as honras de um Lorde. Em 1678, Ganga Zumba aceitou um tratado de paz oferecido pelo Governador Português de Pernambuco, o qual requeria que os habitantes de Palmares se mudassem para o Vale do Cucau.

O tratado foi desafiado por Zumbi, um dos sobrinhos de Ganga Zumba, que se revoltou contra ele. Na confusão que se seguiu Ganga Zumba foi envenenado, muito provavelmente por um dos seus, por fazer um tratado com os portugueses. Os que se mudaram para o Vale do Cucau foram reescravizados pelos Portugueses. A resistência aos portugueses continuou com Zumbi.

Ganga Zumba (possivelmente um título - nganga significa sacerdote, e nzumbi "possui conotações militares e religiosas", segundo Funari), então líder de Palmares, concorda com a trégua, enquanto Zumbi é contra, por argumentar que o acordo favoreceria a continuidade do regime de escravidão praticado nos engenhos. Zumbi vence a disputa, é aclamado líder pelos que discordavam do acordo e, aos 25 anos, torna-se líder do quilombo.

Ao longo da vida, Zumbi teria tido pelo menos cinco filhos. Uma das versões diz que ele teria se casado com uma branca, chamada Maria. Ao longo de seu reinado, Zumbi passou a comandar a resistência aos constantes ataques portugueses.

Em 1692, o bandeirante paulista Domingo Jorge Velho, uma espécie de mercenário da época, comandou um ataque a Palmares e teve suas tropas arrasadas. O quilombo foi sitiado e só capitulou em 6 de fevereiro de 1694, quando os portugueses invadem o principal núcleo de resistência, a Aldeia do Macaco.

Ferido, Zumbi foge. Baleado, ele teria caído de um desfiladeiro, o que deu origem à história de que teira se suicidado para evitar a prisão. Resistiu na mata por mais de um ano, atacando aldeias portuguesas. Em 20 de novembro do ano seguinte, depois de ser traído por um antigo companheiro, Antonio Soares, Zumbi é localizado pelas tropas portuguesas.

Preso, Zumbi é morto, esquartejado, e sua cabeça é levada a Olinda para ser exposta publicamente. Entre outros objetivos, o de acabar com os boatos que corriam entre os negros escravizados do litoral de que o líder quilombola era imortal. Zumbi dos Palmares nasceu no estado de Alagoas no ano de 1655. Foi um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial. Foi líder do Quilombo dos Palmares, comunidade livre formada por escravos fugitivos das fazendas.

O Quilombo dos Palmares estava localizado na região da Serra da Barriga, que, atualmente, faz parte do município de União dos Palmares (Alagoas). Na época em que Zumbi era líder, o Quilombo dos Palmares alcançou uma população de aproximadamente trinta mil habitantes. Nos quilombos, os negros viviam livres, de acordo com sua cultura, produzindo tudo o que precisavam para viver.

"Zumbi, comandante-guerreiro
Ogum-iê, ferreiro mor, capitão
Da capitania da minha cabeça
Mandai alforria pro meu coração"

(Gilberto Gil / Walid Salomão - "Zumbi, a felicidade guerreira").

Fontes: Sua pesquisa, Agencia Brasil, InfoAtivo DefNet - nº 4157 - Ano 12 - Novembro de 2008. Editor Responsável: Dr. Jorge Márcio Pereira de Andrade, Geocities Afoxe.

Direto do Site: http://espacoeducar-liza.blogspot.com/
Nota do Blog do CAIC - Professores e Coordenadores: Se precisar de atividades pedagógicas e lúdicas alusivas ao Dia da Consciência Negra (desenhos para colorir, montagens), procure o editor do blog, Eric Thadeu Nascimento Souza.

Assuntos e Temas Já Publicados no Blog do CAIC

1/3 de férias (1) 100 mil (1) 15 anos (1) 1º dia de aula (1) 200 mil acessos (1) 3 anos (1) 7 de Setembro (1) Abolição da Escravatura (1) Acessos (1) Adeildo Marques (1) Administração (1) Adriana Santos (1) Adriana Silva (1) Adultos quebrados (1) AETU (2) Agricultura Familiar (1) Alcântara Pellegrini (1) Aleijadinho (1) Alimentação Escolar (1) Alineci Cardoso (4) Alunos da Casa (1) Alô CAIC (1) Amanhã... (1) Anabela de Malhadas (1) Aniversariantes de Maio (1) Aniversário (6) Aniversário do Blog do CAIC (1) Aniversário do CAIC Jorge Amado (1) Antônio Carlos (1) Aprendizagens e Cidadania (1) Apresentação de resultados (1) Aquisição de Equipamentos (1) Ara Ketu (1) Armas no Brasil (1) Arte-Educação (5) Assessoria aos Conselhos Escolares (3) Assessoria de Desporto e Lazer Escolar (1) Assessoria de Ensino Fundamental - Anos Finais (1) Assessoria Técnico Pedagógica (1) Assessoria Técnico Pedagógica de Educação Ambiental (1) Aumenta Um Ponto" (1) Aumento de Salário (4) Avaliativas (2) Avaliaçao de Resultados 'Mais Educação' (1) Avaliação Externa (2) Ações Inovadoras no Livro Didático (1) Bahia (1) BBC Brasil (1) Biblioteca (3) Blog do CAIC (6) Blog Itabuna Centenária (1) Boas maneiras (1) Bolsa Família (4) Brasil (1) Brasil Carinhoso (1) Bullying (3) CAD (3) CAD I - "B" (1) CAD II (1) CAD III (2) Café Filosófico (2) Café História (1) CAIC Jorge Amado (10) CAIC premiado (2) Caldeirão do Huck (1) Calendário de Matrícula (2) Campanha (3) Campanha da Fraternidade (3) Campanha de Vacinação (2) Canto e Coral (1) Capacitação (2) Capitão Azevedo (1) Capoeira (2) Carlos Marques (17) Carta da Terra (1) Carteira de Identidade (2) Carteira de Passes Estudantis (1) Cartão de Crédito (1) Casa Própria (1) Casa Publicadora Brasileira (1) Celular (1) Censo 2010 (2) Centenário (1) Centenário de Itabuna (11) Centenário de Jorge Amado (1) Centrais de Monitoramento (2) CEPEI (1) CEPLAC (1) Certificação (2) Chamada Pública (2) Chico Bento (1) Chocolate Filosófico (1) Ciclo da Adolescência (13) Ciclo da Infância (4) Ciclo da Pré-Adolescência (8) Ciclo ou Seriação (1) Ciclos de Desenvolvimento Humano (1) CIDEB (2) Cinto de Segurança (1) Circuito Interno de Som (1) Ciências da Natureza (1) Claudio Reis (2) Cleuma (2) Cláudio Reis (1) Cláudio Zumaeta (1) CNBB (1) Colação de Grau (2) Colégio Maria de Lourdes (1) Com Esse Pecado (1) Comissão Eleitoral (1) Como Ler (2) Comportamento (1) Computadores e Notebooks (1) Concursados (1) Concurso (10) Concurso Editora Abril (1) Concurso FTD Cultural (1) Confraternização (1) Confraternização dos Aniversariantes (1) Congresso (2) Congresso do PME (1) Conselho de Alimentação Escolar (4) Conselho Escolar (25) Conselho Municipal da Educação (3) Construir Notícias (26) Consumismo Desenfreado (1) Contrato Social (1) Convocação (2) Coordenadores Pedagógicos (3) Copa do Mundo (3) Corpus Christi (1) Correio Brasiliense (1) Correio dos Municípios (1) CPA (1) CPF (1) Creche (4) Creche Gil Nunesmaia (1) Criança Desaparecida (1) Crianças fortes (1) Cristianismo (1) Cultura (1) Cultura Nordestina (1) Curiosidades (2) Curso de Fantoches e Dedoches (1) Curso de Informática (2) Curta na Escola (2) Danosse (1) Dança (1) Datas e Horas (1) Defensoria Pública (1) Denilton Santos (1) Departamento de Acompanhamento da Gestão (3) Departamento de Educação Básica (3) Departamento de Infra-Estrutura (1) Departamento de Projetos Integrados (8) Desenho (1) Desenvolvimento Sustentável (1) Desfile de 7 de setembro (3) Deveres do Professor (1) Dia "D" (9) Dia da Amizade (1) Dia da Consciência Negra (2) Dia da Família (1) Dia da Mães (1) Dia das Crianças (1) Dia do Diretor de Escola (1) Dia do Estudante (1) Dia do Funcionário Público (1) Dia do Professor (10) Dia do Índio (1) Dia Internacional da Mulher (2) Dia Internacional do Consumidor (1) Dia Mundial da Água (1) Dia Nacional do Livro Infantil (1) Dia X (1) Diego Raniery (1) Dinalva Melo (1) Dinheiro (1) DIREC 7 (1) Direitos do Professor (1) Diretores (1) Diretrizes Curriculares da Educação Ambiental (1) Distribuidora Kastor (1) Ditados Populares (2) DPPIG (2) Drogas (1) EaD (1) Ecologia (4) Edital (1) Editora FTD (1) Educatran (1) Educação (8) Educação Ambiental (9) Educação Física (4) Educação Inclusiva (5) Educação Infantil (6) Educação Profissional (1) Educação.com Ciência e Tecnologia (1) Eleição (4) Eleição 2010 (11) Ellen Samille (1) Empossamento (2) Encerramento (2) Encerramento de Semestre (1) Encerramento do Ano Letivo (2) Enquete (2) Ensino Médio (1) Ensino Técnico (1) Entender e Redigir um Texto (1) Entre na Casa pela Causa (1) Eric Thadeu (2) Escola (2) Escola Ativa (1) Escola dos Sonhos (1) Escola em Tempo Integral (10) Escolinha de Futebol (1) Espaço Educar (3) Esporte (1) Estudantes (1) Estádio de Esporte Amador (1) Ewerton de Souza (1) Experiência (1) Fancaic (2) Fanfarras (1) Feliz Ano Novo (1) Feliz Natal (1) Fernando Aprígio (1) Ferramenta Pedagógica (1) Festejos Juninos (2) Festival de Curtas Digitais (1) FGTS (2) Filosofia (4) Final de Ano (1) Financiamento (1) FNDE (4) Folha de São Paulo (1) Fones de Ouvido (2) Formatura (2) Formação dos monitores 'Mais Educação' (4) Frase para o Centenário (1) Frei Betto (1) Frequencia Escolar (1) Funcionários (12) Funcionários de Apoio (1) Fórum da Adolescência (1) Fórum do CME (1) GACC (1) Geografia (1) Gildecy (1) Gincana (1) Ginástica Rítmica (1) Governo do Estado (1) Governo Federal (5) Graça Viana (5) Greve (2) Grigri (1) Gripe (2) Gripe Suína (2) Grupo de Apoio à Criança com Câncer (1) Guarda Civil Municipal (1) Guarda Municipal (1) Guilherme Arantes (1) Gustavo Lisboa (20) Hamilton Weneck (1) Hino Oficial (1) Hino Oficial de Itabuna (4) História em Quadrinhos (1) Homenagem (1) Horário de Verão (2) Humor (1) IBGE (2) IFBA (2) Igreja Adventista do Sétimo Dia (1) Igreja Católica (1) Ilhéus (1) Inauguração (1) Incentivo à leitura (1) Inclusão Digital (2) Inclusão Social (2) Independência da Bahia (1) Independência do Brasil (3) Influenza (1) Informática Básica (2) Instituto Maurício de Sousa (1) Integração Escola Comunidade (1) Internet (1) Inês Sobrinho (1) Início das Aulas (2) Início do Ano Letivo (1) IRIS (3) Israel Nunes (1) Itabuna (2) Itabuna - 101 anos (4) Jacir Venturi (1) Jamile Barros (2) Jardim da Infância (1) Jorge Amado (5) Jornada Pedagógica (13) José Ademaques (1) José Sidenilton Pereira (1) Kleyomara Albuquerque (2) Laboratório de Aprendizagens (1) Laboratório de Informática (1) Laboratório Multifuncional (2) Lampião (1) Lançamento do "Pátria Amada" (1) Lar Fabiano de Cristo (1) Lei (1) Leitura (1) Leitura e Escrita (1) Leitura na Praça (1) Leituras Valdelicianas (1) Ler é 10 (2) Liberdade de Imprensa (1) Licitação (2) Lions Club Internacional (1) Lions Club Itabuna - Grapiúna (1) Lions Clube de Itabuna - Grapiúna (1) Literatura (1) Literatura de Cordel (1) Livro Didático (1) Livro Infantil (2) Lixo (1) Lição de Vida (1) Lições de Vida (1) Luciano Huck (1) Luiz Gonzaga (2) Luiz Gustavo Fidelman (1) Lápis na Mão (1) Língua Portuguesa (6) Magistério Municipal (1) Mais Educação (32) Mantenha Cheio Seu Balão (1) Maratona de Soletração (2) Marcelo Ganem (1) Maria da Paz Gonsalves (1) Maria de Fátima Elias (6) Maria Lúcia Bittar Santos (1) Maria Sandra Andrade Santos (1) Mariegna Farias (1) Matemática (2) Matrícula (4) Maurício de Sousa (1) Mayra Jorge (1) MEC / SECAD (1) Medalha Paulo Freire (1) Meire Aparecida Pedersoli (1) Membros Eleitos (1) Merenda Escolar (1) Mestrado (1) Mestrado em Matemática (1) Minha Casa Minha Vida (1) Minha Cidade (2) Minha Escola: Meus Espaços de Vivências (5) Minhas Memórias Grapiúnas (1) Ministério da Cultura (1) Ministério da Educação (4) Ministério da Saúde (1) Ministério Público (1) Miralva Moitinho (1) Mitos da Grécia (1) Moacir Gadotti (3) Moedas (1) Monitoramento (1) Mostra de Arte (1) Mostra Fotográfica (1) Mostra Sócio-Cultural (1) Motivação (1) MP Cidadania (1) Muro do CAIC (4) Musical de Natal (1) Mutirão da Cidadania (3) Márcio Abreu (1) Mães (1) Música (1) Nas Ondas do Intervalo (2) Natal (4) Nildo Lage (1) Nota de Esclarecimento (1) Novas Cédulas (1) Novas Tecnologias (1) Novo Diretor (1) NTM (6) Não" (1) O Bairro Se Diverte (1) O Circo na Escola (3) O Mistério do Armário (3) O Patinho Feio (1) Odilon Pinto (2) Oficina de Educação Ambiental (1) Olhares de Itabuna: Ontem e Hoje (1) Os Saltimbancos (2) Ousarme Citoaian (14) Padre Cosme Sérgio (1) Pagamento (1) Pais (1) Pais e Adolescentes (1) Pais e Mestres (1) Palavra de Blogueiro (3) Passe Estudantil (1) Passeio (1) Paternidade Responsável (1) Paula Cátia (5) Paulo Freire (1) Paulo Pannan (1) Paz (2) PDE (3) Pense Nisso (1) Personalidade Municipalista (1) Pesquisa (1) Petrobras (1) Pimenta na Muqueca (17) PIS/PASEP (3) Piso Salarial do Magistério (1) Placas de Itabuna (1) Planeta Terra (1) Plano de Cargos e Salários (1) Plano de Desenvolvimento da Escola (3) Plano Municipal da Educação (1) Pluralidade Cultural e Identidade Nacional (1) PNAE (5) Poesia (1) Polícia Militar (1) Portabilidade Bancária (1) Portal Brasil (1) Porto Seguro (1) Posse dos diretores (1) Posse dos Novos Conselheiros 2010 (1) Prefeitura de Itabuna (6) Prestação de Contas (1) Primeiro dia de aula (1) Processo Seletivo (1) PROCON nas Escolas (2) Produtos Roubados (1) PROEJA (4) PROERD (1) Professora Cida (2) Professores (8) PROFMAT (1) Progestão Municipal (2) Projeto "CAIC Jorge Amado Canta Luiz Gonzaga" (1) Projeto "Cidadania Já" (1) Projeto Salutar (6) Projeto Vivenciando Valores (1) Projetos Finais 'Mais Educação' (1) Projetos Integrados (1) Pré-Escola (1) Pré-Escola 2010 (1) Prêmio Viva Leitura 2012 (1) Pulseira do Sexo (3) Páscoa (2) Pátria Amada (14) Quebrando o Silêncio (1) Quem Conta um Conto (1) Racismo (1) Reajuste Salarial (1) Real (1) Recadastramento (7) Reciclagem (1) Recuperação de Equipamentos Roubados (1) Redação (6) Reforma administrativa (1) Reforma do CAIC (2) Regime semi-integral (1) Reginaldo Paim (1) Registro de Identidade Civil (RIC) (1) Regulamento (1) Rei do Baião (1) Religiosidade (2) Religião (1) Renovação de Matrículas (1) Repasse de Móveis (1) Reunião (2) Reunião de Pais e Mestres (2) Reunião entre Gestores (1) Reutilização de Óleo de Cozinha (1) Revista Nova Escola (1) Rio de Janeiro (1) Rita Barreto (3) Rita Lima (1) Rosângela Conceição (1) Rosângela Marinho (1) Rádio Escolar (1) Sabão Artesanal (1) Sabão Ecológico (1) Salário Mínimo (1) Sandra Damasceno (1) Santas Missões (2) Sarinha Alcântara (1) Saúde (1) SEC Itabuna (24) Sec. Meio Ambiente (1) Secretaria (1) Secretaria da Educação (64) Secretaria de Administração (1) Secretaria de Assistência Social (4) Secretaria de Esportes (1) Secretaria de Transporte e Trânsito (4) Segurança Infantil (1) Segurança nas Escolas (1) Segurança Pública (2) Seleção (4) Selma Barbosa (1) Semana Cultural (1) Semana da Educação Infantil (2) Semana da Família (1) Semana Nacional de Trânsito (3) Semana Nacional do Trânsito (1) Seminário (2) Seminário de Tecnologias da Escola Grapiúna (1) Servidor Público (2) Servidores municipais (3) SIMPI (1) Simpósio de Educação Infantil (1) Sindicato do Magistério Público de Itabuna (1) SINDSERV (3) Sistema de Segurança (1) Soldado Adriana Chachá (1) Soletrando 2011 (1) Solidariedade (1) SOS Mata Atlântica (1) Sueli Ribeiro (5) São João (1) Sérgio Marcelo Salvino Bezerra (1) Símbolo do Coração (1) Tecnologias (1) Telefone Público (1) Tenente Emmanoel Almeida (1) Tereza Oliveira (1) Thainara Santos (1) Tia Fafá (3) Tipos de Professores (1) Tiro de Guerra (1) Torre Copos (1) Tragédia climática (1) Transtorno Bipolar (1) Trupe da Biblioteca Itinerante (1) Trânsito (1) TV CAIC Jorge Amado (2) TV Santa Cruz (1) Twitter (1) Um Computador Por Aluno (2) Unidades Escolares (1) UNIME (1) Universo Parelelo (14) UOL (1) UOL Educação (1) UOL Literatura (1) Utilidade Pública (1) Utilização da Água (1) Vacinação (2) Vacinação contra a gripe (1) Val Cabral (1) Valorização da Paternidade (1) Vandalismo (1) Velho Carpinteiro (1) Vice-diretores (1) Vila Anália (1) Violência (4) Violência Doméstica (1) Violência nas Escolas (1) Violência Sexual (1) Viviane Kelly Farias (1) Vídeos Engraçados (1) Vírus H1N1 (2) Webconferência (2) Wilton Mourão Barbosa (1) Xadrez (4) Xixi Sustentável (1) Zuleica (1) Zélia Possidônio (4) África de Todos Nós (2) Água (1) Ética (1) Ônibus (1)